Contabilidade Pública: por que se capacitar e qual curso escolher?

Contabilidade Pública ou Contabilidade Aplicada ao Setor Público (CASP)

A contabilidade pública é uma das disciplinas do curso de Ciências Contábeis que demanda forte conhecimento multidisciplinar, envolvendo finanças públicas, direito financeiro, orçamento público e a própria contabilidade.

Não por acaso é considerada de entendimento complexo, principalmente por que pode envolver, na própria contabilização, o registro simultâneo de três fontes de informação: patrimonial, orçamentária e de controle.

Bens, direitos e obrigações são tratados na contabilidade patrimonial, ao passo que o planejamento e a execução do orçamento público são tratados nas informações de natureza orçamentária.

Já os registros de controle, que envolve a disponibilização e a destinação de recursos; registro e controle de contratos (no aspecto amplo); precatórios; haveres; possíveis dívidas a receber e a pagar; tudo isso se encaixa nas informações de natureza de controle.

Perceba que os fatos das informações de controle são típicos da área jurídica do direito financeiro e orçamentário, mas que devem ser registrados pela contabilidade pública e evidenciados no patrimônio público.

As informações do orçamento público, além da Constituição Federal e das legislações específicas, ou seja, da área jurídica, também envolvem conhecimentos em finanças públicas, que contemplam conceitos da macroeconomia e da economia do setor público.

Percebe-se, assim, que a contabilidade pública é uma disciplina rica, carregada de conhecimentos e que confere posição de destaque ao profisssional, estudante ou outro interessado que domina esse tema.

Portanto, seja você contador, técnico ou bacharel em Ciências Contábeis, estudante ou profissional de outra área, saiba que a contabilidade pública é um nicho de conhecimento específico e aprofundado que remunera bem quem dominar essa área.

Então, a resposta à primeira pergunta, “por que se capacitar” em contabilidade pública, está contemplada nas considerações acima, sobre a complexidade dessa disciplina multidisciplinar.

Geralmente o curso de Ciências Contábeis não disponibiliza o aprofundamento teórico e prático necessários e suficientes para o domínio dessa disciplina, até por que é um contato inicial e, portanto, necessita de amadurecimento acerca dos pontos práticos pelos alunos.

Além disso, outros interessados no tema poderão dispor de conhecimentos atualizados sem a necessidade de serem formados na área.

Mas a outra questão importante a ser debatida é “qual curso escolher”? Bom, depende. Uma especialização requer tempo, investimento maior e, às vezes, a formatação/estrutura do curso não disponibiliza disciplinas que estão interligadas com a finalidade que se busca, que é aprofundar conhecimentos em contabilidade pública.

Mas a vantagem é que o estudante de especialização pode obter um diploma de pós-graduação e, com esse credenciamento, dispor de títulos válidos para sua carreira acadêmica e profissional.

No entanto, um curso livre propicia conhecimento mais rápido e mais focado no objeto de estudo, no caso aqui a contabilidade pública. O aspecto prático exemplificativo é primordial para o domínio do tema. No curso livre o aluno define o seu próprio tempo de estudo e, por exemplo, qual aula quer assitir. E isso só é possível na Educação a Distância (EaD).

Feitas estas considerações acima, tenho a convicção de informar que o curso Contabilidade Pública, da Escola juroscontábeis, por mim desenvolvido, possui todo o aspecto técnico e didático para qualquer interessado, contabilista ou não, desenvolver e dominar o assunto.

Portanto, reflita sobre o seu aperfeiçoamento e capacitação com conteúdo prático. Para o caso de contabilização, indico o curso contabilidade pública e, para uma abordagem mais jurídica, indico o curso direito financeiro e orçamentário.

Bom. Qualquer dúvida entre em contato comigo pelo e-mail contato@contas.cnt.br ou via WhatsApp da Escola Juriscontábeis.com (86) 9 9533 0545.

Renato Santos Chaves

Deixe uma resposta